Não tem nada de inveja aí, a parada nesse caso se chama justiça.